A arte transforma


Exposições ao ar livre de artistas renomados e em ascenção transformam as cidades em museu a céu aberto.

Hakone Open Air Museum, Japão

Inaugurado em 1969, Hakone é o primeiro e o maior museu ao ar livre do Japão. Situado no distrito de Ashigarashimo, Kanagawa Ken, o espaço de 70.000 metros é uma tentativa de reconectar a arte à natureza em um ambiente onírico que acolhe 120 trabalhos permanentes e exposições sazonais. Além de seu acervo contar com uma das maiores coleções do escultor inglês Henry Moore e cerca de 300 trabalhos de Pablo Picasso em um pavilhão homônimo, o museu exibe nomes como Brancusi, Giacometti e Modigliani em suas cinco salas de exposição.

Inhotim, Brasil

Localizado dentro do domínio da Mata Atlântica, o Instituto Inhotim é considerado o maior museu a céu aberto do mundo e possui a mais relevante coleção de arte contemporânea do Brasil. Especificamente situado em Brumadinho, Minas Gerais, a idílica paisagem em que a arte e a natureza convivem se organizam entre galerias e instalações ao ar livre, destacando trabalhos dos brasileiros Adriana Varejão, Cildo Meireles, Miguel Rio Branco, Helio Oiticica, Lygia Pape e Claudia Andujar, para citar alguns.

Para ler essa e outras matérias da Revista Uniflex, baixe agora a edição 22.
Idéias, design e tecnologia em sistemas de proteção solar.